Slide

segunda-feira, 23 de dezembro de 2013

Quase Acaso - André Tressoldi [Resenha Premiada]

Editora: Novo Século
Redes sociais: Facebook - Skoob
Páginas: 168
Sinopse: Depois de tentar a vida na cidade grande, Reinaldo, de origem simples, volta para o interior e resolve cursar uma faculdade. Lá, apaixona-se por Vânia, uma garota misteriosa que arrebata por completo o coração do rapaz. Mas entre os segredos da garota está o fato de ela já ter um namorado. Desiludido, Reinaldo resolve desistir desse amor. Com o passar dos anos, torna-se um renomado Doutor em Educação, dedicando-se a ministrar palestras pelo mundo. Porém, o tempo e as transformações não foram suficientes para que se esquecesse de Vânia. O destino, no entanto, pode mudar a seu favor com a presença do mafioso Giuseppe Fiorentini, que possui um inusitado plano para ajudar o amigo. Quase Acaso é uma narrativa imprevisível e apresenta reflexões sobre como as escolhas, as surpresas e a sorte são determinantes para a trajetória de cada um.

Palavras:
Reinaldo Fiorentini, como muitos, descobriu da forma mais difícil que a vida na cidade grande não é simples. Desiludido ele volta para a cidade do interior em que morava com os pais e decide fazer um curso superior em uma cidade próxima. Ao colocar esse plano em prática ele se dedica plenamente e não permiti muitas distrações. Até conhecer Vânia. Ela o encantou profundamente e ele fez o mesmo com ela. Após várias tentativas de evitar o relacionamento entre eles, Vânia acaba cedendo, mas impõe diversas condições para que isso aconteça. Elas sempre incomodaram Reinaldo, mas ele estava muito apaixonado.
Quando o casal está prestes a se formar no curso superior, Reinaldo descobre o motivo de tantas regras. Vânia fez uma promessa a si mesma, sendo assim ela acredita que não poderá ficar com Reinaldo sem destruir o que acredita. Reinaldo após essa desilusão tenta seguir a vida se dedicando totalmente a vida acadêmica vindo a se tornar um renomado palestrante, mas conservando seus ideais e seu amor por Vânia.
Do outro lado do Atlântico, mais especificamente na Itália, temos Giuseppe Fiorentini, um italiano que quando jovem era doce e frágil, mas após muita insistência, e, porque não, manipulação por parte de Magnus Fiorentini, seu pai, acaba assumindo os negócios da família e se tornando o chefe de uma família de mafiosos. Para Magnus nada é mais importante que a família.
Giuseppe é casado com Benedetta. Depois de vários anos como chefe da máfia e como homem casado, Giuseppe tem um sonho. Ao conversar com Benedetta fica decidido que eles procurarão os Fiorentini pelo mundo e os reunirão durante um final de semana.
E é nesse momento que nossas histórias se entrelaçam... Giuseppe se afeiçoa a Reinaldo, conhece sua história e pensa em fazer algo a respeito.
No inicio eu não sabia muito bem o que dizer ou pensar sobre esse livro porque ele é bem narrativo, e isso geralmente me cansa, mas nem tanto dessa vez. A narrativa foi construída na terceira pessoa, narrador onisciente e crítico, seja de forma direta (o narrador critica algo explicitamente) seja na fala/pensamento de um personagem (o personagem critica uma situação).
Os personagens são peculiares, por falta de uma palavra que descreva plenamente como eu os vejo. Reinaldo é idealista e possui umas ideias interessantes, mas falta atitude para concretizá-las. Vânia se prendeu em um ideal de casal feliz e esqueceu a felicidade (pode parecer estranho, mas foi). Magnus foi o mafioso que eu esperava, fiel a família (na maioria das vezes) e aos negócios (sempre). Giuseppe ora era inocente, ora fofo e ora estúpido (peço desculpa ao autor pela palavra, mas houve atitudes dele que me deram vontade de estapeá-lo). Falando em tapa (hehe), eu gostaria de mencionar o Padre Berto, pois ele suavizou o remorso que deveria ter incomodado mais (explicar seria dar spoiler). Estefania é uma figura impar e indescritível! Os demais personagens são envolventes também.
Quase Acaso é dividido em partes e elas são relativamente longas. A linguagem é fácil, mas alguns termos mais rebuscados ou regionalistas (acho que são regionalistas) me confundiram um pouco. Eu percebi que o autor trata os personagens, em diversos momentos, como macho e fêmea, a meu ver uma forma de animalizar o homem. Já via traços parecidos em obras de autores clássicos.
Esse é um livro para pensar, ele tem um enredo e os personagens, mas o que ele mais teve, para mim, foi “pare e pense”. Como eu disse há muitas críticas e elas, sem que percebamos, nos levam a refletir sobre o assunto. Mas só refletir não adianta, nós temos que agir.
Eu gostei da história, me envolvi, mas não fiz uma leitura veloz. Eu a fiz, no tempo que o livro necessitava para mim. Além disso, mesmo a quantidade de narração não sendo tão cansativa, ainda não me é extremamente agradável.

Imagem e Trecho:
“– Você acha que é errado proteger a sua família? Não é pelo dinheiro, é pela família. O que um homem tem de mais precioso é sua família e é um dever sagrado cuidar dela. Quem não cuida de sua família não merece viver.”





Classificação:


Prêmio:
ª      1 exemplar de Quase Acaso + Marcador
Regras:
ª      Fazer um comentário neste post sobre a resenha do livro com alguma forma de contato (e-mail, twitter ou facebook).
Informações:
ª      Comentários com palavras ofensivas não serão aceitos.
ª      Se não houver algum meio de contato, o comentário será aceito, mas o leitor não será considerado no sorteio.
ª      O prêmio será enviado por mim. Assim que o sorteado responda à mensagem que eu vier a enviar.
ª      Serão aceitos nos sorteios comentários feitos até as 23:59 hs do dia 07/01.

Vamos participar??? Um beijo e até o próximo post!








Vale lembrar: 




http://anna-gabby.blogspot.com.br/2013/12/temos-4-anos-top-comentarista-especial.html

12 comentários:

  1. Ah, eu já vi algumas resenhas desse livro e muitas delas foram positivas!
    Talvez a narrativa seja um empecilho para mim, mas nada que eu não possa deixar de lado para apreciar um bom livro. :)

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical - @luuara

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A narrativa é um pouco cansativa, mas acho que dá para sobreviver.

      Excluir
  2. Oi Anna! Ainda não conhecia o livro, mas já posso te dizer que com essa trama ele já me chamou a atenção! Seus comentários também foram muito interessantes e fiquei bastante curiosa para conhecer Vânia. Ela me pareceu, assim como você disse, uma personagem peculiar. Hahaha
    Adorei a resenha!

    primeiro_livro@yahoo.com.br

    Beijinhos! www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é mesmo peculiar... rsrs Havia horas que eu queria dar uns tapas nela também... kkkkkk E em outras eu pensava "isso aí, garota!"
      Letras & Versos

      Excluir
  3. Oi, eu ainda não conhecia o livro. Parabéns pela resenha. Gostei da sua sinceridade em dizer que gostou do livro, mas com algumas ressalvas. Espero gostar de ler também.

    Beijos.

    anacaroline_df15@hotmail.com

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz em saber que você gostou da resenha! :D

      Excluir
  4. Oie Anna =)

    Não conhecia o livro, mas embora pela sua resenha deu para perceber que a história é bastante interessante eu não sou muito fã do gênero.

    Mesmo assim do jeito que sou curiosa, se eu tiver oportunidade de ler não irei desperdiçar.

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ps: Adorei o novo layout!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo uma história bem interessante.
      Boa sorte! ^^
      Ahh e fico feliz que tenhas gostado do novo lay! :D

      Excluir
  5. Oi Gaby?! :)
    Amei a resenha, ainda mais pq vc foi super sincera...Já conhecia o livro, e estou curiosa para ler, principalmente depois de ler o post *_* o livro parece ser interessante, e essa capa é bem atraente, achei muito legal!!

    bjs
    jessicacristina.cbc@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Eu tento sempre ser o mais sincera possível sobre o que senti ao ler os livros.

      Excluir
  6. Não conhecia o livro, pela sinopse eu imaginei um livro completamente diferente do que mostra sua resenha, ainda bem, pois pela sinopse o livro não chamou minha atenção, mas pela sua resenha eu fiquei curiosa a respeito dos personagens.
    Gostei da sua sinceridade, no momento estou procurando ler livros mais leves, mas essa seria uma leitura bem interessante para fazer futuramente!

    Beijos :*
    Claris - Plasticodelic
    claris_ribeiro1@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz por minha resenha ter despertado sua vontade de ler essa história! Agradeço pelo elogio, faço meu melhor para falar o que realmente senti ao ler o livro.

      Excluir

Leia e Comente, sua opinião é muito importante para mim. Caso encontrem algum problema avisem.

Cliquem em "Notifique-me" para saber quando for respondido.

* Os comentários que possuírem link de algum blog terão a visita retribuída