Slide

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Apresentando Novos Poetas - Gérson Prado



Olá Pessoas! Aqui estamos nós novamente, prosseguindo neste objetivo de adentrar no universo dos novos nomes da poesia brasileira. O poeta da vez é o autor Gérson Prado. Vamos conhecê-lo?



Nome: Gérson Prado
Cidade/Estado: Salvador/Bahia
Data de Nascimento: 27/10/1969
Profissão: Técnico de Informática
Tel. (71)88450037
Participou das Antologias:
Caminhar no Mundo I e II
II Prêmio Licinho Campos de Poesias de Amor
Antologia dos Poetas Brasileiros Contemporâneos Vol. 114 e115 





Na poesia do Gérson Prado o romantismo é marcante.  Em suas linhas vemos predominantemente histórias de amor onde fica evidenciada a grandeza dos sentimentos e dores da partida de um ser amado. Os temas abordados e as histórias contadas através de seus versos são de uma grande profundidade, nos permitem idealizar os cenários e circunstancias daquilo que é vivenciado pelo eu lírico. Tem como características as rimas simples,  o uso de figuras de linguagem e primorosas descrições, que tornam ainda mais profundas e palpáveis as verdades contidas em seus versos. A poesia do Gérson segue um estilo clássico de escrita que me agrada muito, e recomendo a leitura de seus versos a todos os amantes da poesia.

Rejeição!

Cravou-se em meu peito o amor!
Tatuado em meus lábios teu beijo está!
Serrilhando em meus pulsos a dor
Ver-te noutros braços a se entregar!

Sobrevive em mim este querer!
Escorre por meus pensamentos tua lembrança!
Já não sei os motivos, mas, quero morrer!
Não quero a rejeição como herança!

Partiu de meus abraços mundo a fora!
Cortando meu coração em pedaços!
Se fostes porque te vejo toda hora?
Não fica! Não vai! Matem-me aprisionado nos teus passos!

Arraigados estão meus carinhos!
Enlaçados naquelas noites de paixão!
Não consigo ver outros caminhos
Todos me levam à mesma emoção!

Vivo a ilusão de te pertencer
Ainda que me tenhas desprezado!
Pedi a Deus para te esquecer
Mas, até mesmo ele se tem negado!

Minha alma tornou-se adoecida!
Meu futuro remendos do passado!
Não vejo como esquece-la nesta vida!
A te amar estou condenado!

Encerrou-se minha visão!
Apagou-se minha identidade!
Tento fugir em vão
Sei que te amarei pela eternidade!

Gérson Prado

Gostou da poesia do Gérson e ficou querendo mais? Vocês podem acompanhar suas obras nos site dele,  Palavras e Poesias.

Espero que tenham gostado!

Até a próxima!

5 comentários:

  1. Um encantamento de poema, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. É sempre muito bom mesmo conhecer novos autores, ainda mais quando são tão bons. Adorei a poesia! :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem resenha de "Atormentada", vem conferir!

    ResponderExcluir
  3. Olá Karol,
    nossa que show, fico feliz por você ter aberto um espaço em seu blog para divulgação de nossos autores. E poetas, não conhecemos muito, o que facilita nossa procura, conhecimento e jornada.
    Não conhecia este poeta, mas vou dizer que o poema dele é lindo, estou encantada!

    Beijokas Ana Zuky

    Blog Sangue com Amor

    ResponderExcluir
  4. Perfeito!
    Parabéns ao poeta!
    E que venham mais
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  5. Gostei das rimas, e a expressão "serrilhando em meus pulsos" é muito forte.

    ResponderExcluir

Leia e Comente, sua opinião é muito importante para mim. Caso encontrem algum problema avisem.

Cliquem em "Notifique-me" para saber quando for respondido.

* Os comentários que possuírem link de algum blog terão a visita retribuída